window.location.href = 'http://www.ardinadoalentejo.pt';

quinta-feira, janeiro 31, 2013

Praça de Touros de Estremoz - Ainda não reabriu ao público e já levanta polémica

A Praça de Touros de Estremoz, que como noticiámos aqui, irá reabrir ao público no próximo dia 9 de Maio, volta a ser notícia no meio taurino, mas agora com muita polémica à mistura.

Foi divulgado no dia de ontem, por diversos sites e blogues taurinos, que a Câmara Municipal de Estremoz terá entregue a gestão da praça estremocense à empresa “Campo e Praça, Lda” de António Manuel Barata Gomes e Albino Caçoete.

Alguns desses blogues e sites informavam ainda que o contrato de exploração já teria sido assinado e que terá a duração de um ano, enquanto que outros referem que o acordo ainda não estará firmado, faltando para que isso aconteça, apenas a ultimação do protocolo por parte do Município, e que o processo deverá ficar concluído em Fevereiro.
A Tertúlia Tauromáquica de Estremoz (TTE) já tomou posição sobre esta matéria, através de uma carta enviada às redacções e à qual Estremoz Soeiro teve acesso e que se reproduz na íntegra no final desta informação. Na missiva, assinada por Marco Pernas, Presidente da Direcção da TTE, e por Manuel Rola, Vice-Presidente da Assembleia Geral da referida tertúlia, e que já foi igualmente entregue ao Presidente da autarquia estremocense, Luís Mourinha, bem como ao Vice-Presidente do Município de Estremoz, Francisco Ramos, a TTE contesta a decisão do presidente da câmara de entregar a concessão da praça de toiros à nova empresa e coloca mesmo algumas interrogações sobre a sua capacidade de gestão naquele tauródromo, afirmando que "não podemos aceitar que a praça da nossa terra seja entregue a uma empresa que nada fez pela Festa Brava em Estremoz, sem que os estremocenses sejam ouvidos".
Contactado pelo blogue Diário Taurino sobre esta tomada de posição por parte da TTE, Albino Caçoete referiu que a empresa Campo e Praça, Lda não contesta nada". Acrescentou que "este é um problema que nos passa ao lado, não contestamos qualquer tipo de opinião e estamos tranquilos.
Sublinhou ainda que “nós não temos nada contra ninguém, pelo contrário, temos que nos dar bem com todas as pessoas”. Caçoete, sem querer acrescentar muito sobre a questão, concluiu afirmando que “nós ouvimos, lemos e não fazemos comentários”.
Já depois destas declarações de Albino Caçoete, e da carta da TTE ter sido tornada pública, o Gabinete de Apoio ao Presidente da Câmara Municipal de EStremoz, contactado pelo quinzenário estremocense Brados do Alentejo, garantiu que a notícia que circula no meio taurino "é falsa". Ao jornal estremocense, a autarquia desmentiu a informação e referiu que, "embora ainda esteja a estudar a forma de gerir a praça, a hipótese avançada não está em cima da mesa!"
Um assunto que ainda deverá fazer correr muita tinta...

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

Carta enviada à Câmara Municipal de Estremoz pela Tertúlia Tauromáquica de Estremoz

TTE - Tertúlia Tauromáquica de Estremoz
Quinta do Alto da Assumada
7100-150 Estremoz
Contribuinte: 509392911
Telemóvel: 963722552

Exmo. Sr. Presidente do Município Luís Mourinha                     
Exmo. Vice-presidente Francisco Ramos

Estremoz, 29/01/2013 

Assunto: Concessão da Praça de Toiros

Após a reunião do dia 29 de Janeiro de 2012, pelas 10 horas, em que marcou presença o Sr. presidente do Município, juntamente com o Presidente da TTE e o Presidente da Assembleia Geral, vem a TTE por este meio manifestar o nosso desagrado sobre o processo de cedência para exploração da nova praça de toiros de Estremoz.

Fundamentamos o nosso desagrado nos seguintes pontos:

1. Sendo a TTE uma associação do concelho, de vertente tauromáquica, e com um exemplar trabalho desenvolvido ao longo de três anos de existência, lamentamos não termos sido convidados para a discussão do processo de cedência da praça de toiros.

2. Desde a nossa fundação que temos provas dadas no meio taurino, quer na organização e divulgação de Festivais Taurinos e Corridas de Toiros, em praças portáteis, como temos uma boa relação com todos os taurinos, apoderados, toureiros e ganadeiros, pessoas que sempre apoiaram e ajudaram para a divulgação da Tauromaquia em Estremoz, no interregno em que não havia praça de toiros em Estremoz.

3. Como estremocenses e conhecedores profundos do meio taurino, não compreendemos como vai ser cedida a praça de toiros, a título gratuito, a uma empresa formada à 5 dias, em que os seus sócios não eram nada mais que capitalistas de uma outra empresa, não levando em conta o Município o trabalho desenvolvido pela TTE em benefício do nome da cidade de Estremoz e da Tauromaquia.

4. A TTE lamenta esta atitude pois sempre manifestámos, em reuniões e cartas entre a TTE e o Município, o nosso interesse na cedência da praça de toiros para exploração directa pela TTE em igualdade de condições para com outros interessados, pois assim seria um processo conjunto entre o Município, a TTE e os aficionados de Estremoz, aqueles que, como têm conhecimento, tanto lutaram e deram a cara na defesa da recuperação da praça de toiros de Estremoz.

5. Ao longo destes anos demonstrámos espírito organizativo e responsável em todos os eventos que realizámos e que são do conhecimento de Vossas Excelências, ganhámos o respeito da fina flor da tauromaquia nacional. Não compreendemos que uma empresa recém formada, de fora de Estremoz, venha realizar os espectáculos de reabertura da praça, onde a TTE pela relação que tem com todos os taurinos, tem condições de exploração directa do recinto.

6. Sempre nos fizeram sentir que quando a praça funcionasse teríamos uma palavra para aqueles que nos ajudaram, como pessoal de curros, transportes de toiros, porteiros, gráficas, colagens, patrocinadores, artistas, ganadeiros, etc.… E agora?

7. Como conhecedores das preferências da aficion estremocense, iniciámos em 2010 um trabalho de recuperação de uma aficion que já não existia. É lamentável depois de todo o nosso esforço, a TTE não ser convidada a discutir um processo que desde o início nele nos envolvemos.
É lamentável não ter sido levado em linha de conta o nosso trabalho desenvolvido quando é reconhecido a nível nacional e elogiado por muitos aficionados, pois nós quando nos constituímos foi para fazermos alguma coisa pela tauromaquia, não para termos um local para beber copos.
Quando em final de temporada juntamos a aficion nacional em Estremoz todos nos honram com a sua presença e nos seus discursos nos pediam que continuássemos neste trabalho.

Concluímos que fomos excluídos e ignorados de um processo que por mérito próprio tínhamos lugar de destaque, como acontece na cidade de Redondo, em que durante cinco anos a Câmara não pode levar a praça a concurso, a entregou a uma associação tauromáquica do concelho, que ali tem realizado um trabalho notável.
Depois de tudo o que temos realizado pela promoção, defesa e divulgação da festa brava em Estremoz não poderíamos estar mais desagradados com esta situação.

Como munícipes gostaríamos que nos dessem a conhecer quais os fundamentos que levaram o Município a levar por diante esta concessão!

Mais uma vitória para os anti taurinos ao saberem que os taurinos de Estremoz foram ignorados e ultrapassados num processo onde por direito próprio tinham todo o direito de se manifestarem, como quando foi visionado o projecto da praça, fomos nós que detectámos as anomalias que tinha, para o bom funcionamento do recinto como praça de toiros.

Esperamos que haja tempo para remediar o erro pois não podemos aceitar que a praça da nossa terra seja entregue a uma empresa que nada fez pela festa brava em Estremoz, sem que os estremocenses sejam ouvidos e em conjunto sejam discutidas ideias para o bom funcionamento e êxito desta nova etapa da nossa praça de toiros.

Com os melhores cumprimentos,

Atenciosamente,

O Presidente da TTE                                             O Vice Presidente da Assembleia Geral
                  Marco Pernas                                                                       Manuel Rola

PSP de Estremoz avança com projecto "Estremoz 65"


A Policia de Segurança Pública (PSP) de Estremoz, em parceria com o Centro de Saúde da cidade e as juntas de freguesia de Santo André e Santa Maria, vai avançar, a partir do próximo dia 5 de Fevereiro, com um projecto denominado "Estremoz 65".
Segundo a PSP, pretende-se com a iniciativa, fazer "um levantamento exaustivo" das pessoas da área urbana da cidade com mais de 65 anos, que vivam sozinhas ou com alguma debilidade, para posteriormente ser feito o acompanhamento daqueles que venham a ser sinalizados neste âmbito.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

quarta-feira, janeiro 30, 2013

Segundo Vítor Silva, vice-presidente da Agência de Promoção Regional, o turismo do Alentejo não depende do aeroporto de Beja

O turismo no Alentejo "não está à espera" do aeroporto de Beja, garante o vice-presidente da Agência de Promoção Regional, Vítor Silva, apontando o aumento de turistas britânicos em 2012 como exemplo.
Nos primeiros onze meses do ano passado, o número de dormidas de britânicos no Alentejo cresceu 59,1%, mais do dobro do crescimento (28,8%) de 2011, ano em que Beja recebeu 22 voos comerciais com origem em Londres.
Em 2012, o operador Sunvil Discovery optou por fazer uma parceria com a TAP para garantir lugares em dois voos semanais para Lisboa, fazendo depois o transporte até ao Alentejo por meio rodoviário.
Também o co-fundador da Sunvil, Noel Josephides, está satisfeito com a alternativa que se encontrou aos voos para Beja, que é também mais barata.

Além do preço elevado das taxas aeroportuárias, que tornavam aquele "o aeroporto mais caro de Portugal", a operadora turística deparou-se também com a dificuldade em encontrar disponíveis aviões "charter" de grande dimensão.

Viajar por Lisboa, admitiu Noel Josephides à Lusa, "não tem o mesmo charme que aterrar no meio do Alentejo, mas há mais flexibilidade em termos de duração de estadia".
Vítor Silva está convencido de que "a utilização principal do aeroporto de Beja e aquela que o rentabilizará é de natureza industrial".
Mas, "já que lá está, também pode transportar pessoas", dando conta do interesse de várias transportadoras em usar aquela aerogare.
Actualmente, o Reino Unido é o segundo principal emissor de turistas estrangeiros para a região, tendo ultrapassado em dois anos a Alemanha, Holanda, França e Brasil, embora continue a ser superado pela Espanha.
"Não temos problemas de acessibilidade aeroportuária", garantiu Vítor Silva, lembrando que a viagem da capital portuguesa para Évora, onde estão algumas das principais unidades hoteleiras e das atracções turísticas, se faz em cerca de uma hora e quinze minutos.Porém, Vítor Silva acredita que "ainda há uma margem muito grande de progressão", pelo que a Entidade Regional de Turismo do Alentejo está a fazer acções de promoção junto de jornalistas e operadores de turismo britânicos.
Além de uma apresentação realizada na terça-feira à noite na Embaixada de Portugal, em Londres, há mais duas acções programadas para Fevereiro, uma em Manchester e outra novamente na capital britânica.
Para Matthew Wilcox, jornalista da revista Bonhams, que pertence à leiloeira com o mesmo nome, o Alentejo tem potencial para atrair mais britânicos, por ser "pouco desenvolvido, no sentido positivo", vincou.
Da visita que fez em Outubro passado, ficou impressionado com a "beleza da paisagem", o vinho e a gastronomia e o "orgulho das pessoas", retendo uma "sensação de descoberta", que diz poder agradar a britânicos interessados numa alternativa ao Algarve.

Texto: LUSA | Imagem: DR

Alandroal - Peixe do Rio volta a estar em destaque


O peixe do rio volta a estar em destaque na quarta edição da "Mostra Gastronómica do Peixe do Rio de Alandroal", que se realiza neste concelho alentejano, de 1 a 10 de Março.
Esta mostra trata-se de uma iniciativa de promoção turística, promovida pelo município, que pretende dar a conhecer um dos pontos fortes da gastronomia típica do concelho situado junto ao Rio Guadiana. 
Segundo os promotores, os visitantes vão poder degustar nos restaurantes, cafés e tascas do concelho, aderentes à iniciativa, o peixe frito e a caldeta de barbo, mas também a carpa, o lúcio-perca e o sável, em receitas variadas.

O município refere que continua a sua "forte aposta" na promoção da tradição gastronómica do concelho ligada ao peixe do rio que, associada à inovação que as novas espécies que o Alqueva trouxe para a região e à criatividade dos restaurantes locais, tem permitido projectar o Alandroal como "um destino gastronómico de eleição".

O presidente do município de Alandroal, João Grilo, considerou que "o concelho tem aspectos únicos, cheios de potencial, que o diferenciam de todos os outros concelhos e que até há pouco tempo não estavam a ser explorados, como é o caso da forte ligação ao Guadiana, ao Alqueva e ao peixe do rio".
Para a edição deste ano do certame, o município aposta na instalação de um "Welcome Center", no centro da vila de Alandroal, na Praça da República, onde os visitantes poderão encontrar toda a informação sobre a mostra e sobre os produtos regionais do concelho, e onde vão decorrer "workshops" de culinária, momentos de degustação de produtos e de animação associada à cultura local.
Roteiros gastronómicos pelos estabelecimentos aderentes, "A Hora do Petisco", a inauguração de um novo percurso pedestre denominado "Nas Margens do Alqueva", a realização de mercados de produtos regionais aos sábados, um concurso de pesca e um concurso de poesia popular, com o peixe do rio como mote, são outros atractivos do evento.
Destaque também para a realização da tradicional "Caldeta para Todos", que este ano decorre junto à aldeia de Rosário, nas margens de Alqueva, e que irá encerrar a "IV Mostra do Peixe do Rio do Concelho de Alandroal".

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

Tribunal de Contas aprovou Programa de Apoio à Economia Local (PAEL) apresentado pelo Município de Estremoz


O Tribunal de Contas (TdC) revelou hoje ter aprovado, até terça-feira, 18 candidaturas de municípios ao Programa de Apoio à Economia Local (PAEL), estando entre as 18 candidaturas aprovadas, o PAEL apresentado pelo Município de Estremoz.

De recordar que o Município de Estremoz assinou com o Governo, no passado dia 16 de Novembro, o contrato de adesão ao PAEL, no valor de 2,7 milhões de euros. O PAEL é um programa de apoio que visa regularizar as dívidas dos municípios vencidas há mais de 90 dias.

Sem o aval do TdC, os 83 municípios que assinaram o contrato de adesão ao PAEL não podem receber as respectivas verbas, que devem servir para pagar as dívidas a curto prazo, essencialmente a fornecedores.
O TdC revelou que estão ainda em processo de fiscalização prévia outros 65 candidatos.
De acordo com o TdC, já foram aprovados os programas relativos aos municípios de Alcobaça, Almeirim, Chaves, Covilhã, Estremoz, Ferreira do Alentejo, Ílhavo, Montijo e Óbidos.
O tribunal aprovou também o apoio financeiro aos municípios de Penela, Póvoa do Varzim, Reguengos de Monsaraz, Ribeira de Pena, Rio Maior, Santo Tirso, Vagos, Valença e Valongo.
O TdC esclareceu ainda que "não houve até ao momento nenhum processo do PAEL recusado" e acrescentou que "a Lei tem sido escrupulosamente cumprida no que respeita aos prazos".
Esta tem sido uma crítica de autarcas, que esperavam receber com mais celeridade as verbas do programa.
Fonte do tribunal explicou que os processos apenas podem estar 30 dias em análise no TdC, mas esta contagem é suspensa quando os juízes sentirem necessidade de pedir mais esclarecimentos aos municípios.
As autarquias com um contrato ao abrigo do PAEL têm de respeitar um conjunto estrito de obrigações, estando previstas multas, por exemplo, no caso de existir um aumento do endividamento no período da execução do contrato.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Brasão: DR

terça-feira, janeiro 29, 2013

Um Dia dos Namorados diferente - Delta Cafés cria pacote de açúcar inédito em Portugal


Numa acção inédita em Portugal, a Delta Cafés vai proporcionar a todos os seus consumidores, um Dia dos Namorados diferente, oferecendo pacotes de açúcar colorido em todos os estabelecimentos Delta.
A marca líder de mercado pretende, sob o mote “A vida precisa de ti apaixonado”, colorir o dia de S. Valentim dos portugueses que beberem um café Delta na semana de 11 a 15 de Fevereiro.

Cada pacote de açúcar traz ainda um link, que convida os portugueses a participarem num passatempo no Facebook da Delta Cafés.
“A vida precisa de ti apaixonado” é o mote da campanha, que está alinhada com o posicionamento da marca e a estratégia da marca para 2013.

Texto: Pedro Soeiro c/ Rádio Elvas | Imagem: DR

Sábado é dia de Corta-Mato em Estremoz


Organizado pela Câmara Municipal de Estremoz, pela AJES - Associação Juvenil de Estremoz, e pela AAE - Associação de Atletismo de Évora, realiza-se no próximo dia 2 de Fevereiro, a partir das 14.45 horas, junto ao Parque de Feiras e Exposições da cidade estremocense, o Campeonato Regional de Corta Mato, com o seguinte programa:

14.45 horas - Concentração
15.15 horas - Prova dos 1.000 metros
                       Infantis Masculinos/Femininos (2000/2001) 
15.25 horas - Prova dos 2.000 metros 
                       Iniciados Masculinos/Femininos (1998/1999)
15.40 horas - Prova dos 4.000 metros
                       Juvenis Masculinos/Femininos (1996/1997)
                       Juniores  Femininos (1994/1995) Femininos
                       Seniores Femininos (1993 e anteriores)
                       Veteranos Femininos (35 anos ou mais)
16.05 horas - Prova dos 6.000 metros
                       Juniores Masculinos (1994/1995)
                       Seniores Masculinos (1993 e anteriores)
                       Veteranos Masculinos (35 anos ou mais)

Todos os interessados em paricipar devem inscrever-se até ao dia 31 de janeiro de 2013.
Para mais informações consulte o site www.atletismo-evora.pt.

Texto: Pedro Soeiro c/ Câmara Municipal de Estremoz | Imagem: DR

Os melhores filmes de 2012 passaram, ou estão agendados para breve, no Teatro Bernardim Ribeiro... E o cinema 3D está a chegar!

Foi em Setembro de 2011 que a Câmara Municipal de Estremoz converteu o sistema de projecção de cinema de analógico para digital.
O investimento efectuado pela autarquia estremocense permitiu melhorias ao nível da qualidade de imagem e som dos filmes, bem como a possibilidade de chegarem a Estremoz as películas mais recentes, em média, somente um mês após a estreia em território nacional.
Passados sensivelmente 16 meses desde que essa conversão teve lugar, já passaram pelo Teatro Bernardim Ribeiro mais de 11 mil amantes da sétima arte, sendo que, e segundo contas feitas pela edilidade, o número de espectadores nas sessões de cinema do Bernardim Ribeiro duplicou. Para este acréscimo de espectadores, muito contribuiu a melhoria na qualidade de imagem e som oferecida, mas também a selecção dos filmes agendados. Senão repare-se:  dos nove filmes nomeados para os Óscares, na categoria de "Melhor Filme", cinco deles já passaram, ou estão agendados para breve (Lincoln, A Vida de Pi, Os Miseráveis, Django Libertado e Amor). Dos cinco filmes nomeados para "Melhor Longa Metragem de Animação", já rodaram todos na emblemática sala de espectáculos estremocense (Brave – Indomável, Frankenweenie, Os Piratas, Força Ralph e Paranorman).

O cinema em Estremoz é ainda totalista nas categorias de "Melhor Direcção Artística" (Anna Karenina, O Hobbit: Uma Viagem Inesperada, Os Miseráveis, A Vida de Pi e Lincoln), "Melhor Fotografia" (Anna Karenina, Django Libertado, A Vida de Pi, Lincoln e 007 Skyfall), "Melhor Guarda-Roupa" (Anna Karenina, Os Miseráveis, Lincoln, Espelho Meu, Espelho Meu! Há Alguém Mais Gira do que Eu e Branca de Neve e o Caçador), e "Melhor Caracterização" (Hitchcock, O Hobbit: Uma Viagem Inesperada e Os Miseráveis).

Olhando para a lista total de filmes nomeados para a edição deste ano dos Óscares de Hollywood, equivale a dizer que Estremoz e o seu cinema recebeu 57 nomeações.

Ainda durante este ano está prevista a instalação do sistema digital de cinema 3D, o que permitirá o acesso a mais um recurso tecnológico no Teatro Bernardim Ribeiro, possibilitando aos espectadores desfrutar das mais recentes experiências visuais cinematográficas.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

Quatro feridos em despiste de automóvel ligeiro na EN 4, junto a Estremoz

Feridos foram transportados para o Hospital de Évora

Quatro pessoas sofreram esta segunda-feira, dia 28 de Janeiro, ferimentos considerados "leves" devido ao despiste do veículo ligeiro de passageiros em que seguiam, na Estrada Nacional (EN) 4, na zona de Estremoz, revelaram os bombeiros.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora explicou à Lusa que o alerta para o acidente, que ocorreu próximo do cruzamento de acesso à A6, foi dado às 7.13 horas.

"Houve quatro feridos leves, mas só três é que foram levados para o Hospital de Évora porque um deles recusou o transporte", disse a mesma fonte.
No local, entre elementos da corporação de bombeiros de Estremoz, da GNR e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), estiveram 12 operacionais, apoiados por seis viaturas.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

Hóquei em Patins - Sorteio da 2ª Eliminatória da Taça de Portugal ditou jogo entre CF Estremoz e HC Mealhada


Realizou-se hoje, segunda-feira, na sede da Federação de Patinagem de Portugal, o sorteio da 2ª eliminatória da Taça de Portugal de hóquei em patins.

As bolinhas do sorteio não foram nada amigas para a formação encarnada e ditaram que o CF Estremoz, comandado por Francisco Chouriço, defronte a equipa do HC da Mealhada.

Os comandados de Vasco Vaz, ocupam o 2º lugar na Zona Sul da 2ª Divisão Nacional, a escassos três pontos do líder desta tabela classificativa, o Sporting Tomar. Na ronda anterior da Taça de Portugal, os "verde e brancos" eliminaram em Coimbra, a Académica local por claros 10-3.
Esta segunda eliminatória, onde ainda apenas competem clubes das 2ª e 3ª divisões, tem as partidas agendadas para o dia 23 de Fevereiro. O encontro disputa-se no Pavilhão Municipal de Estremoz, pelas 18 horas.

Texto: Pedro Soeiro | Emblema: DR

segunda-feira, janeiro 28, 2013

Feira "Saldos de Stocks - Inverno 2013" - Saiba quem são os comerciantes participantes e qual o programa de animação cultural da feira

Arranca já na próxima Sexta-feira, 1 de Fevereiro, prolongando-se até Domingo, 3 de Fevereiro, a edição de Inverno da Feira "Saldos de Stocks".

Esta que é uma organização da Câmara Municipal de Estremoz tem como principal objectivo promover e apoiar o comércio local, numa altura em que tanto se fala das dificuldades por que passa este sector.
O certame, que se destina apenas a comerciantes do concelho de Estremoz, vai decorrer no Pavilhão A do Parque de Feiras e Exposições da cidade estremocense, e terá o seguinte horário: 1 de Fevereiro (Sexta-feira) - das 18 às 23 horas; 2 de Fevereiro (Sábado) - das 11 às 23 horas; 3 de Fevereiro (Domingo) - das 12 às 19 horas. 
A feira "Saldos de Stocks - Inverno 2013" tem entrada gratuita, e nela os visitantes podem encontrar os mais variados artigos, do vestuário ao calçado, da decoração  à cosmética, passando até pela ourivesaria, tudo vendido a preços de saldo. 
Estremoz Soeiro apresenta-lhe de seguida o programa do evento, bem como a lista de comerciantes participantes.


PROGRAMA
SEXTA-FEIRA  - 1 DE FEVEREIRO
18 horas - Abertura
21.30 horas - Concerto com a "BANDA SOCIEDADE FILARMÓNICA VEIRENSE"
23 horas - Encerramento

SÁBADO - 2 DE FEVEREIRO
11 horas - Abertura
16 horas - Grupo de Cantares da Academia Sénior "VOZES NA IDADE DO OURO"
21.30 horas - Grupo de dança "GINARTE"
23 horas - Encerramento

DOMINGO - 3 DE FEVEREIRO
12 horas - Abertura
15 horas - Grupo de dança "TÄNZER"
16 horas - Concerto com a "SOCIEDADE FILARMÓNICA LUZITANA"
19 horas - Encerramento

COMERCIANTES PARTICIPANTES
Cosmética
ORIFLAME

Decoração
DECORÚTIL
CERAPIEL
FLOR DO CORAÇÃO

Doçaria
BIGDOCE

Ourivesaria
JOSÉ VINHAS OURIVESARIA

Pronto a Vestir
ALENSPORT
BOUTIQUE O LAÇO
CONCEIÇÃO MADEIRA
GENTE GIRA
GENTE MIÚDA - BW KIDS
IMPÉRIO COMERCIAL
MODQUIM
JN5 
PALRUX
PATRÍCIOS
TOYSPORT
TRÊS AGULHAS
MODAS PRATES

Sapataria
MANAUS
SAPATARIA JOÃOZINHA
SAPATARIA VIEIRA

Restauração
O Jardim

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

sábado, janeiro 26, 2013

Domingo há cinema para os mais novos no Teatro Bernardim Ribeiro


No próximo Domingo, pelas 15 horas, o
Teatro Bernardim Ribeiro vai transformar-se
no "Hotel Transylvania", o luxuoso resort do Drácula, onde os monstros e as suas famílias
podem viver livremente sem os humanos
a incomodá-los.

Realizado pelo russo Genndy Tartakovsky, "Hotel Transylvania" conta, na versão portuguesa, com as vozes dos "habitués" do costume Fernando Luís, Tiago Retrê, Joana Solnado, Celina Pereira, Manuel Marques, Rui Unas, Pedro Giestas e Bruno Ferreira, mas também com as vozes dos improváveis Paulo Futre e Júlia Pinheiro.   
Num fim-de-semana especial, Drácula convida alguns dos monstros mais famosos do Mundo - Frankenstein e a sua mulher, a Múmia, o Homem-Invisível, uma família de lobisomens e muito mais - para celebrar o 118º aniversário da sua filha Mavis. Para o Drácula, receber todos estes legendários monstros não é problema - mas o seu mundo pode desabar quando recebe também a visita de Jonathan, um jovem viajante perdido, que se apaixona por Mavis.
Para reservar o seu bilhete, deve contactar os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, através do 268 339 216 ou o Teatro Bernardim Ribeiro, pelo 268 339 222. Pode ainda fazê-lo através do mail cultura@cm-estremoz.pt

Texto: Pedro Soeiro c/ cinema.sapo.pt | Cartaz: cinema.sapo.pt

sexta-feira, janeiro 25, 2013

Assaltantes levam cofre com cerca de 17 mil euros da dependência bancária da Caixa de Crédito Agrícola de Evoramonte

A dependência bancária da Caixa de Crédito Agrícola foi assaltada na madrugada de hoje, sexta-feira, em Evoramonte, tendo os assaltantes roubado um cofre com "alguns milhares de euros", revelou à agência Lusa fonte da GNR. Segundo outras fontes contactadas pela agência noticiosa nacional, estariam dentro do cofre cerca de 17 mil euros em dinheiro.


O assalto, que foi perpetrado por cinco homens encapuzados, ocorreu cerca das 03:30, indicou a mesma fonte, acrescentando que os assaltantes entraram no banco através de arrombamento da porta.

Segundo as fontes contactadas pela Lusa, os assaltantes furtaram o cofre com alguma dimensão, que foi arrastado para o exterior do banco, e puseram-se em fuga num veículo.
A fonte da força de segurança indicou que foram furtados "alguns milhares de euros".
A dependência bancária já tinha sido assaltada em Outubro do ano passado, mas, na altura, os assaltantes não furtaram qualquer valor.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

Armando Varela, Presidente da Câmara Municipal de Sousel, recandidata-se ao cargo


O presidente da Câmara Municipal de Sousel, Armando Varela, eleito nas listas do PSD, vai recandidatar-se ao cargo, nas eleições autárquicas deste ano, para cumprir um terceiro mandato pelos social-democratas, revelou o próprio à agência Lusa.

A cumprir o segundo mandato consecutivo, Armando Varela pretende "concretizar projectos em curso e ajudar a criar emprego no concelho".

Armando Jorge Mendonça Varela, 47 anos, economista, é também presidente do Conselho Executivo da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) e membro do Conselho Geral e do Conselho Consultivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses.
No PSD, Armando Varela é presidente da Assembleia Distrital de Portalegre, membro do Conselho Nacional e vice-presidente da concelhia de Sousel.
Para as próximas eleições autárquicas, esta é a segunda candidatura anunciada à presidência do município de Sousel, depois de o PS ter escolhido o engenheiro António Dâmaso Carrilho.
O executivo municipal de Sousel é constituído por três eleitos do PSD e dois do PS.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

Centenária Praça de Touros de Estremoz reabre ao público a 9 de Maio

O Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Luís Mourinha, em declarações à agência LUSA, adiantou que a Praça de Touros de Estremoz tem prevista a sua reabertura ao público a 9 de Maio, dia da cidade, durante a edição de 2013 da FIAPE - Feira Internacional Agro-Pecuária de Estremoz. Ainda segundo o autarca, a reabertura da centenária praça estremocense ainda não tem definido o tipo de evento a realizar.

De recordar que a Câmara Municipal de Estremoz e o consórcio Centrejo/Marmoles Pascual, assinaram no passado dia 10 de Outubro, o auto de consignação da obra de reconversão da Praça de Touros de Estremoz.
A empreitada consiste na "Reconversão da Praça de Toiros de Estremoz e adaptação a Espaço Multifunções", adequando o espaço às exigências de áreas e funcionalidades de um recinto de espectáculos parcialmente coberto, com a instalação de uma cobertura de protecção  e com capacidade para receber 2000 pessoas sentadas.
Assim, sem descaracterizar a imagem actual do edifício, nem a sua orgânica interior, a Praça de Toiros de Estremoz possuirá a mais valia de, para além dos espectáculos tauromáquicos, poder ser utilizada na realização de concertos, feiras, exposições, iniciativas desportivas, etc. 
Esta obra contempla também a reabilitação do troço de muralha adjacente à Praça (Baluarte de S. Pedro), a demolição do anexo e construção de um novo edifício de apoio, bem como a requalificação do espaço envolvente e a sua articulação com o restante tecido urbano.
A Praça de Touros de Estremoz foi inaugurada a 3 de Setembro de 1904, e nela actuaram todas as grandes figuras do toureio, para além de ter recebido igualmente vários espectáculos de variedades, no qual se inclui uma grande noite de fados com Amália Rodrigues.

Texto: Pedro Soeiro | Maquete: DR

4º Torneio da Malha em Estremoz


Numa organização do Grupo Desportivo de Santiago, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz e do CCD Matriz de Borba, realiza-se no próximo domingo, dia 27 de Janeiro, no Pavilhão do Mercado Abastecedor de Estremoz, o 4º Torneio da Malha Inter-Associações Zona dos Mármores.

O torneio terá início às 9.30 horas, e as inscrições podem ser efectuadas no próprio dia, antes do início da prova.
O tradicional Jogo da Malha é uma das modalidades desportivas mais apreciadas pelos habitantes do concelho de Estremoz, que sempre que entram nas diversas competições que acontecem a nível regional, apresentam bons resultados. A organização garante prémios para os dez primeiros classificados, sendo que o 1º prémio são duas medalhas de ouro e os restantes serão produtos regionais locais.
Participe neste 4º Torneio da Malha Inter-Associações Zona dos Mármores e aproveite esta oportunidade para um bom momento de convívio.

Texto: Pedro Soeiro c/ Câmara Municipal de Estremoz | Foto: DR

quinta-feira, janeiro 24, 2013

Sítio Arqueológico de Santa Vitória do Ameixial vai ganhar nova vida


Foi aprovado por unanimidade, em reunião do Executivo da Câmara Municipal de Estremoz, realizada no dia de ontem, quarta-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a minuta do Protocolo para a Gestão e Dinamização do Sítio Arqueológico de Santa Vitória do Ameixial.

O referido protocolo, que será assinado pela Câmara Municipal de Estremoz (CME), pela Junta de Freguesia de Santa Vitória do Ameixial (JFSVA) e pela Direcção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA), estabelece a forma de cooperação entre as três entidades quanto à gestão e dinamização do "Sítio Arqueológico de Santa Vitória do Ameixial" e em relação à salvaguarda, valorização, divulgação e fruição pelo público do património arqueológico e arquitectónico do Município de Estremoz.
No presente protocolo, a DRCA compromete-se a disponibilizar um responsável técnico e supervisor cientifico para apoio às actividades a realizar nas ruínas de Santa Vitória do Ameixial, bem como a fornecer conteúdos para a area interpretativa, assim como para os materiais de divulgação produzidos pela CME ou pela JFSVA. A DRCA colaborará ainda, através do referido técnico, em projectos de salvaguarda e valorização do património arquitectónico e arqueológico do Município de Estremoz, e na realização de projectos e acções de sensibilização publica no domínio do património.
A CME compromete-se a assegurar, em cooperação com a DRCA e a JFSVA, o funcionamento corrente do sítio arqueológico, garantindo os meios necessários à conservação das ruínas de Santa Vitória do Ameixial. Será ainda responsabilidade da CME, a dinamização e animação das ruínas de Santa Vitória do Ameixial, em articulação com o Museu Municipal de Estremoz Professor Joaquim Vermelho, através da valorização e divulgação dos espólios arqueológicos daquele sítio e da realização de actividades como exposições, visitas temáticas ou educativas.
Por fim, no protocolo é referido que a JFSVA se compromete a disponibilizar um espaço que servirá de área de acolhimento aos visitantes das ruínas, e que simultaneamente servirá de espaço interpretativo. É ainda responsabilidade da JFSVA, assegurar os meios necessários à manutenção corrente das ruínas e do espaço de acolhimento e centro interpretativo, de modo a permitir a sua regular abertura ao público.
O protocolo para a Gestão e Dinamização do Sítio Arqueológico de Santa Vitória do Ameixial entrará em vigor, por tempo indeterminado, na data da sua assinatura.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR 

quarta-feira, janeiro 23, 2013

Município do Redondo suspende corso de Carnaval e aposta na festa das Ruas Floridas


O município de Redondo decidiu suspender, este ano, o tradicional corso de Carnaval devido ao facto da população estar "concentrada e apostar nas ornamentações para a festa das Ruas Floridas", que decorrem em Agosto, revelou no dia de hoje o vereador José Portel.

O autarca explicou à Lusa que a decisão da câmara municipal surgiu após uma reunião com os dinamizadores do evento, na qual se concluiu que "não havia condições" para avançar com o corso carnavalesco, devido ao facto das pessoas estarem empenhadas, desde há alguns meses, no trabalho de ornamentação das ruas.
"Há pessoas que estão desde Setembro do ano passado a trabalhar nas ornamentações para as festas e a população aposta este ano nas ruas floridas", salientou o vereador com o pelouro da Cultura.
Segundo o autarca, na reunião com as associações, grupos carnavalescos e pessoas que habitualmente participam no Carnaval da vila ficou decidido que o esforço da população deveria ser concentrado este ano nas festas das Ruas Floridas, visto que "estes eventos só se efectuam com a colaboração das pessoas".
"Este ano, em Redondo, decorre apenas o desfile de Carnaval das escolas no dia 8 de Fevereiro", indicou.
Para José Portel, "a festa das Ruas Floridas são a grande aposta na área da cultura, este ano, na vila de Redondo, onde se esperam muitos milhares de visitantes, apesar da crise económica".
O vereador realçou que o município vai fazer diligências para que em 2014 volte a realizar-se o corso carnavalesco em Redondo.
Na vila de Redondo, os festejos de Carnaval remontam à primeira metade do século XX, quando se realizava um cortejo de enormes dimensões denominado Batalha das Flores.
A festa das Ruas Floridas de Redondo decorrem este ano de 3 a 11 de Agosto, com as principais artérias da localidade ornamentadas com flores de papel.
Depois de um longo interregno, o município retomou há 20 anos as tradicionais festas populares da vila, em que a população ornamenta as ruas com figuras, flores e outros motivos em papel colorido.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Foto: DR

FIAPE 2013 - Já estão confirmadas as presenças de Tony Carreira e dos Expensive Soul

Tal como aqui já tínhamos noticiado, a 27ª edição da FIAPE - Feira Internacional de Agropecuária de Estremoz, vai decorrer entre os dias 8 e 12 de Maio de 2013, no Parque de Feiras e Exposições da cidade estremocense.
Durante cinco dias, Estremoz promove o que de melhor tem, nas mais diversas áreas de actividade:  pecuária, maquinaria agrícola, actividades comerciais e industriais, artesanato, produtos regionais, instituições, restaurantes, ramo automóvel, divertimentos e muito mais.
Em paralelo decorrerá a 31.ª edição da Feira de Artesanato de Estremoz, considerada uma das mais importantes feiras do género a nível nacional.

Segundo informação veiculada hoje mesmo pela autarquia estremocense, Expensive Soul, no dia 10 de Maio e Tony Carreira, no dia 11 de Maio, são para já os nomes confirmados para animar as noites 
da FIAPE 2013.

Texto: Pedro Soeiro c/ Câmara Municipal de Estremoz | Cartaz: DR

terça-feira, janeiro 22, 2013

Necessidade de construção do novo Hospital Central de Évora é "uma evidência" garante a Presidente da Comissão Parlamentar de Saúde


A presidente da comissão parlamentar de Saúde, Maria Antónia de Almeida Santos, considerou hoje "uma evidência" a necessidade de construir o novo Hospital Central de Évora, existindo, actualmente, "condições muito melhores" para avançar com a obra.

"Todos os deputados que assistimos à apresentação do conselho de administração percebemos que é uma evidência e não é de hoje. É uma evidência de há uns anos e, portanto, cada ano que passa é mais urgente, visto que a população e os cuidados de saúde aumentaram", realçou.
Maria Antónia de Almeida Santos, deputada do PS falava aos jornalistas após uma visita que a comissão parlamentar de Saúde efectuou hoje ao Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), onde reuniu com o conselho de administração, presidido por Maria Filomena Mendes.
Na reunião, a responsável pelo conselho de administração hospitalar revelou aos deputados que "o projecto arquitectónico e o projecto técnico das diferentes especialidades" relativos à construção do novo hospital central estão "prontos".
"Só se pode defender quando se conhece" e os deputados "perceberem as nossas dificuldades e perceberem que o Hospital Central de Évora, muito ambicionado pelo Alentejo, neste momento está pronto para iniciar a sua construção", disse aos jornalistas Maria Filomena Mendes.
Em Agosto de 2011, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, afirmou à agência Lusa que a construção deste novo hospital, com conclusão prevista para 2014, ia ser reavaliada pelo Governo, tendo em conta "a realidade do país", não tendo, desde então, a tutela revelado outros passos sobre o projecto.
Na visita de hoje, segundo a presidente da comissão parlamentar, os deputados ficaram a saber, pelas informações prestadas pelo conselho de administração do hospital, que as "condições já" são "muito melhores para poder partir já para a obra".
"Com os dados que recebemos, podemos, por exemplo, questionar a tutela" sobre "se o hospital de substituição vai ser uma realidade nos próximos anos ou, não sendo, porque é que não vai, porque parece que as condições estão reunidas", sublinhou.
A presidente do conselho de administração do HESE explicou aos deputados qual o modelo de financiamento proposto para permitir o avanço do projecto, o qual passa pelo recurso a fundos comunitários.
"O projecto tem, com os cálculos finais, uma estimativa de 167 milhões de euros e o que propomos é que 85% seja verba comunitária", por exemplo, fundos deste quadro comunitário de apoio que não sejam aproveitados noutras áreas, defendeu Maria Filomena Mendes.
Caso haja "essa verba durante o ano de 2013 e capacidade política de assim o decidir, o projecto está pronto para ser construído", insistiu a responsável do HESE.
A acompanhar a visita, estiveram os deputados do PSD e do PCP eleitos por Évora, Pedro Lynce e João Oliveira, que garantiram que vão questionar o Governo sobre o novo hospital central.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR