window.location.href = 'http://www.ardinadoalentejo.pt';

sexta-feira, janeiro 31, 2014

Saiba quem vem actuar a Estremoz... Está completo o cartaz da FIAPE 2014!


Realiza-se entre os dias 30 de Abril e 4 de Maio, no Parque de Feiras e Exposições da cidade de Estremoz, a edição número 28 da FIAPE - Feira Internacional de Agropecuária e Artesanato de Estremoz.

O Município de Estremoz acaba de divulgar o cartaz completo dos espectáculos musicais que vão animar as noites da FIAPE 2014.
No dia inaugural, 30 de Abril, os ritmos dançantes vão invadir o palco principal do certame. Sobem ao palco o conjunto estremocense "CARAVANA" e o multifacetado cantor MIGUEL AZEVEDO, que apresentará em Estremoz o álbum "Ritmos de Sucesso".

Dia 1 de Maio, o fado vai invadir o recinto da FIAPE. Uma das mais brilhantes vozes do panorama fadista nacional marcará presença em Estremoz, e na bagagem traz os fados do seu segundo disco de originais, "Alma". Silêncio, que a CARMINHO vai cantar o fado.

Sexta-feira, dia 2 de Maio, o dia é dedicado aos jovens e à Juvemoz. Primeiro sobe ao palco a banda estremocense "DEZALINHADOS". E porque é "Sexta-Feira", o rapper BOSS AC regressa à cidade branca do Alentejo e promete levar ao rubro os jovens que marcarem presença no Parque de Feiras e Exposições de Estremoz.
"Jardins Proibidos", "Sei de Cor", "Dei-te Quase Tudo" e "São Gestos" são algumas das músicas que farão certamente parte do alinhamento do espectáculo de Sábado. Dispensa apresentações e sobe ao palco dia 3 de Maio. Senhoras e Senhores, um dos mais conceituados e reconhecidos cantores portugueses, PAULO GONZO.
No Domingo, 4 de Maio, dia de encerramento da FIAPE 2014, a animação musical faz-se com o folclore. Festival de Folclore com a presença dos três ranchos do concelho, Rancho Folclórico "As Azeitoneiras", de São Bento do Cortiço, Rancho Folclórico "Rosas de Maio", de Veiros, Grupo Folclórico "A Convenção", de Evoramonte, e seus convidados. 
Naquele que é considerado por muitos como um dos maiores certames que se realiza a Sul do Tejo, irão marcar presença a agricultura, a pecuária, os produtos regionais, as actividades industriais, a 32ª edição da Feira de Artesanato de Estremoz, para além de muita animação cultural e desportiva diária.

Texto: Pedro Soeiro | Imagens: DR

quinta-feira, janeiro 30, 2014

Festas do Povo de Campo Maior vão apresentar candidatura a património da Unesco em 2017

O Presidente do Município de Campo Maior revelou hoje, quinta-feira, que a candidatura das Festas do Povo a Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco vai ser apresentada em 2017.

Ricardo Pinheiro revelou que "o projecto será apresentado à Unesco em 2017, mas esperamos ter todo o processo pronto em Junho de 2015".
A candidatura das festas que se realizam naquela vila alentejana é liderada pela Turismo do Alentejo, estando todo o processo a ser preparado em conjunto com a Associação das Festas do Povo e a Câmara Municipal de Campo Maior.
Reconhecidas internacionalmente pela sua originalidade e cariz popular, com os habitantes a preparar, durante meses, a ornamentação das ruas com flores de papel, as Festas do Povo receberam na sua última edição, 2011, e segundo dados da organização, "mais de um milhão de visitantes".

Texto: Pedro Soeiro c/ Elvas.com.pt | Imagem: DR

Estremoz - Acção Fiscal apreende cerca de 1900 euros em tabaco

Segundo informou a Guarda Nacional Republicana (GNR), o Destacamento de Acção Fiscal de Évora dessa força de segurança desenvolveu no dia de ontem, quarta-feira, 29 de Janeiro, quatro acções de fiscalização em estabelecimentos comerciais na cidade de Estremoz, que resultaram na apreensão de cerca de 1900 euros em tabaco.

Segundo a GNR, o tabaco, de diversos tipos - aromático, para enrolar e normal -, encontrava-se a ser comercializado com estampilha fiscal irregular para o ano de 2013, "em violação do disposto na lei e constituindo uma contraordenação aduaneira de introdução irregular no consumo".
As ações de fiscalização visaram, sobretudo, sensibilizar os comerciantes deste tipo de produto para as regras a obedecer nesta atividade.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

Nota: A imagem é meramente ilustrativa, não correspondendo à operação a que se refere a notícia.

quarta-feira, janeiro 29, 2014

E aí está mais um artista da FIAPE 2014... Paulo Gonzo sobe ao palco no Sábado

A Câmara Municipal de Estremoz acaba de confirmar, através da sua página oficial na rede social Facebook, mais um artista que vai marcar presença na edição de 2014 da FIAPE - Feira Internacional de Agropecuária e Artesanato de Estremoz, que se realiza na cidade branca do Alentejo, entre os dias 30 de Abril e 4 de Maio.

No Sábado, dia 3 de Maio, Paulo Gonzo vai subir ao palco principal da FIAPE 2014.

"Jardins Proibidos", "Sei de Cor", "São Gestos" e "Dei-te Quase Tudo" são temas que certamente farão parte do alinhamento do espectáculo de um dos mais conceituados e reconhecidos cantores portugueses.
Para além de Paulo Gonzo, está também confirmada a presença na FIAPE 2014 de Carminho, no dia 1 de Maio, quinta-feira.  
Naquele que é considerado por muitos como um dos maiores certames que se realiza a Sul do Tejo, irão marcar presença a agricultura, a pecuária, os produtos regionais, as actividades industriais, a 32ª edição da Feira de Artesanato de Estremoz, para além de muita animação cultural e desportiva diária.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

Estremocense João Maria Branco marca presença no V Festival Taurino da Rádio Campanário

No próximo dia 15 de Março, pelas 15.30 horas, na Praça de Touros de Vila Viçosa, vai ter lugar a quinta edição do Festival Taurino da Rádio Campanário, um espectáculo que já faz parte do calendário taurino nacional e que desperta sempre grande expectativa na aficcion.
No Festival Taurino organizado pela estação emissora de Vila Viçosa, irão estar em praça os cavaleiros António Teles, João Salgueiro, Rui Fernandes, João Moura Jr., Marcos Tenório “Bastinhas” e o estremocense João Maria Branco.
Nessa tarde de Sábado, as pegas estarão a cargo dos Forcados Amadores de São Manços, dos Académicos de Elvas e dos Amadores de Monsaraz, capitaneados respectivamente por Joaquim Branco, António Patrício e David Rodrigues.
Os novilhos/touros que serão lidados no festival da Campanário pertencem às prestigiadas ganadarias de Pinto Barreiros, Murteira Grave, Luis Rocha, José Luis Cochicho, Francisco Romão Tenório e Torre D’Onofre.

Segundo foi ainda divulgado pela organização, e à semelhança do que aconteceu em 2013, o festival será antecedido por uma cerimónia de bênção da comunidade taurina, cerimónia essa que contará com a presença da imagem peregrina de Nossa Senhora da Conceição, a Padroeira de Portugal.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

domingo, janeiro 26, 2014

No próximo fim-de-semana há "Saldos de Stocks" em Estremoz

Arranca já na próxima Sexta-feira, 30 de Janeiro, prolongando-se até Domingo, 2 de Fevereiro, a edição de Inverno da Feira "Saldos de Stocks".

Esta que é uma organização da Câmara Municipal de Estremoz tem como principal objectivo promover e apoiar o comércio local.
O certame, que se destina apenas a comerciantes do concelho de Estremoz, vai decorrer no Pavilhão A do Parque de Feiras e Exposições da cidade estremocense, e terá o seguinte horário: 31 de Janeiro (Sexta-feira) - das 18 às 23 horas; 1 de Fevereiro (Sábado) - das 10 às 23 horas; 2 de Fevereiro (Domingo) - das 11 às 19 horas. 
A feira "Saldos de Stocks - Inverno 2014" tem entrada gratuita, e nela os visitantes podem encontrar os mais variados artigos, do vestuário ao calçado, da decoração  à cosmética, passando pelo material óptico e pela ourivesaria, constituindo uma oportunidade única para a aquisição de produtos a preços reduzidos

"Estremoz Soeiro" apresenta-lhe de seguida o programa do evento, bem como a lista de comerciantes participantes.

PROGRAMA
31 DE JANEIRO | SEXTA-FEIRA
18 horas - Abertura da feira
21.30 horas - Actuação do grupo de dança GTAVV (Grupo de Teatro Amador de Vila Viçosa)
22 horas - Actuação do grupo de dança Flash Dance de Rio de Moinhos
22.30 horas - Actuação do grupo de dança Dance 4 Fun
23 horas - Encerramento da feira

1 DE FEVEREIRO| SÁBADO
10 horas - Abertura da feira
16 horas - Actuação do Grupo de Ginástica 100 Pança de Vila Viçosa
16.30 horas - Desfile de moda "Saldos de Stocks de Inverno 2014"
17 horas - Actuação do grupo de dança Dance Time de Avis
21.30 horas - Actuação do grupo de dança Tänzer de Borba
22 horas - Actuação do grupo de dança Ginarte
23 horas - Encerramento da feira

2 DE FEVEREIRO | DOMINGO
11 horas - Abertura da feira
16 horas - GTAVV (Grupo de Teatro Amador de Vila Viçosa)
          com a peça "Com fantasmas não se brinca"
19 horas - Encerramento do certame

COMERCIANTES PARTICIPANTES
Cosméticos
ORIFLAME
YVES ROCHER

Decoração
BRAGAL

Doçaria
GUIOMAR VARANDAS

Ourivesaria
JOSÉ VINHAS OURIVESARIA

Material Óptico
VERSÃO DE LUZ ÓPTICA

Pronto a Vestir
ALENSPORT
BOUTIQUE O LAÇO
CONCEIÇÃO MADEIRA
GENTE GIRA
GENTE MIÚDA
IMPÉRIO COMERCIAL
MINIMUS
MODQUIM
PALRUX
SPORTS 4U
TRÊS AGULHAS
TRIBELL

Sapataria
MANAUS SAPATARIA
SAPATARIA CC SHOES
SAPATARIA VIEIRA

Restauração
Pastelaria Restaurante O JARDIM

sexta-feira, janeiro 24, 2014

Praça de Touros de Estremoz será gerida pela Sociedade do Campo Pequeno

Após a notícia do alegado encerramento da “Campo e Praça”, empresa que organizou a Corrida de Reinauguração da Praça de Touros de Estremoz, no dia 30 de Agosto do ano transacto, eis que surgem novidades no que ao tauródromo estremocense diz respeito.

Segundo avançou o “Farpas Blogue”, durante a tarde, a gestão da Praça de Touros de Estremoz foi entregue ao ex-matador Rui Bento Vasquez, gestor taurino da Sociedade do Campo Pequeno, e apoderado do cavaleiro estremocense João Branco.

Esta informação foi já garantida pelo próprio Rui Bento ao site “Toureio.pt”.
A autarquia liderada por Luís Mourinha decidiu entregar a gestão da praça de Estremoz à primeira empresa do país, não se sabendo até ao momento quais os contornos do acordo celebrado entre ambas as partes.
Segundo adianta o “Farpas Blogue”, o acordo foi fechado esta semana, em Lisboa, pelo Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Luís Mourinha, durante um almoço com Rui Bento Vasquez, num restaurante próximo da Praça de Touros do Campo Pequeno.
Quem já reagiu a esta notícia foi a Tertúlia Tauromáquica de Estremoz (TTE). Na sua página oficial na rede social Facebook, a TTE congratulou-se com a informação, referindo que esta é uma “boa notícia para a festa brava e para a cidade, pois esta empresa séria e com historial na festa brava de certeza que vai fazer um bom trabalho e devolver à praça a importância que já teve em tempos no panorama taurino nacional!”. A tertúlia liderada por Marco Pernas afirma ainda que “ao contrário de uma escolha que se veio a provar que não foi acertada, agora sim vai estar uma empresa que muito pode fazer por Estremoz!”. Praticamente no final da declaração, a TTE endereça os parabéns à Sociedade do Campo Pequeno, mostrando-se disponível para “promover a tauromaquia no concelho”.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR 

Primeiro artista da FIAPE 2014 já está divulgado... Dia 1 de Maio - Carminho

Realiza-se entre os dias 30 de Abril e 4 de Maio, a edição número 28 da FIAPE - Feira Internacional de Agropecuária e Artesanato de Estremoz.
O Município de Estremoz informou, através da sua página oficial na rede social Facebook, que durante a próxima semana serão divulgados quais os espectáculos musicais que irão marcar presença no palco principal do evento. No entanto, a autarquia levantou uma ponta do véu e divulgou no dia de hoje, sexta-feira, que a fadista Carminho vai subir ao palco da FIAPE no dia 1 de Maio, quinta-feira.
Naquele que é considerado por muitos como um dos maiores certames que se realiza a Sul do Tejo, irão marcar presença a agricultura, a pecuária, os produtos regionais, as actividades industriais, a 32ª edição da Feira de Artesanato de Estremoz, para além de muita animação cultural e desportiva diária.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

quinta-feira, janeiro 23, 2014

CerciEstremoz vai ter Loja Social

Foi ontem aprovado em reunião do executivo da Câmara Municipal de Estremoz, e por unanimidade, a celebração do contrato de comodato entre a autarquia estremocense e a CerciEstremoz, tendo em vista a cedência gratuita de uma área incluída no “Espaço Comercial” onde outrora funcionou a Praça do Peixe, cuja propriedade pertence ao Município, para que a CerciEstremoz ali instale uma “Loja Social”.

Em declarações à Rádio Campanário, o presidente da CerciEstremoz, Jorge Canhoto, agradeceu “publicamente à Câmara Municipal de Estremoz” a cedência do espaço, cedência essa que se efectivará com a assinatura do contrato de comodato, agora que o mesmo teve luz verde na reunião do executivo.

Segundo o presidente da instituição, na “Loja Social” da CerciEstremoz, serão recepcionadas "roupas, brinquedos e mobílias, usados ou novos, que depois serão colocados à disposição das famílias carenciadas".
O presidente salienta ainda que em colaboração com os parceiros da instituição, e mesmo não dispondo de cantina social, a CerciEstremoz apoia neste momento "75 famílias carenciadas".
O dia de abertura da “Loja Social”, bem como o seu horário e as normas de funcionamento, serão divulgados pela CerciEstremoz assim que estiver efectivada a assinatura do contrato de comodato com a Câmara Municipal de Estremoz.

Texto: Pedro Soeiro c/ Rádio Campanário | Imagem: DR

Na zona de Évora... Polícia Judiciária deteve indivíduo por posse e divulgação de pornografia infantil

A Polícia Judiciária (PJ), através da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo, acaba de anunciar que foi detido em flagrante delito, na zona de Évora, um homem de 48 anos por deter e partilhar pornografia de menores através da internet.

Em comunicado a PJ revela que o indivíduo é acusado de "prática reiterada de posse e divulgação de pornografia de menores, utilizando para o efeito um programa e rede específica de partilha e troca de fotografias e vídeos, com crianças a serem vítimas de abusos sexuais de vária índole".
À agência Lusa fonte da PJ acrescentou que a detenção do homem culminou após meses de investigação e que contou com "algumas informações de entidades estrangeiras" no âmbito da pornografia da internet.
A mesma fonte acrescentou ainda que "não há a contabilidade exacta do número de crimes. Sabemos que existem centenas de filmes e de fotografias que irão agora ser objeto de análise, tal como os computadores e os suportes informáticos utilizados".
No âmbito desta detenção, a PJ apreendeu ao suspeito, desempregado, "o material informático utilizado" para cometer os crimes, "encontrando-se a apurar a extensão da actividade e conexões criminosas, nacionais e internacionais".
Ouvido em primeiro interrogatório judicial, o detido ficou em prisão preventiva.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

Vamos chegar aos 2000 likes?... Tiago Cabaço Wines lança novo passatempo

À semelhança do que aconteceu o ano passado, aquando da chegada da empresa estremocense aos 1000 “likes” na sua página na rede social Facebook, a Tiago Cabaço Wines lançou um novo passatempo, intitulado “Vamos chegar aos 2000 likes?”.

Trata-se de uma acção de marketing que pretende mais uma vez premiar a criatividade dos seguidores da página da empresa vitivinícola, visto que os “fãs” são desafiados a colocar na rede social fotos onde estejam presentes garrafas da Tiago Cabaço Wines.
Segundo o regulamento da “competição”, só podem participar neste “Vamos chegar aos 2000 likes?” os seguidores da página da “Tiago Cabaço Wines” no Facebook. Para concorrer neste passatempo apenas terá que “bater uma boa chapa” onde estejam presentes uma ou mais referências produzidas pela empresa estremocense. E terá de ser mesmo uma boa foto, visto que cada concorrente só pode participar com uma “chapa”. Depois é só publicar a foto no mural de quem concorre e na página da “Tiago Cabaço Wines”. A partir daqui quem concorre não pode mais partilhar a sua foto.
No passatempo de 2014, a “Tiago Cabaço Wines” decidiu atribuir dois prémios: uma caixa de três garrafas de “Blog” para a foto mais partilhada, e uma caixa de três garrafas “Blog” bi-varietal para a foto mais original e criativa, foto essa que será eleita pela equipa da Tiago Cabaço Wines.
O passatempo termina às 20 horas do dia 17 de Fevereiro.
Explicado que está o concurso, agora, é só tirarem as fotos com as garrafas da “Tiago Cabaço Wines”, publicarem no vosso mural e no mural da empresa estremocense e convencerem os amigos a partilhar a sua foto.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

Investimento municipal ronda o meio milhão de euros... Sousel avança com centro de apoio a microempresas

O Presidente da Câmara Municipal de Sousel, Armando Varela, divulgou ontem, quarta-feira, a construção de um centro de apoio a microempresas, na localidade alentejana. O centro vai arrancar em Abril, e representa um investimento municipal de cerca de meio milhão de euros.

Em declarações à LUSA, o autarca social-democrata referiu que o centro vai ser instalado na zona industrial da vila e prevê acolher "oito microempresas".
O lançamento do centro de apoio a microempresas constitui uma das medidas do município para o combate ao desemprego e apoio à atividade económica, considerando o autarca "crucial" a redução do número de desempregados na zona.
A autarquia pretende "reforçar" o apoio ao Núcleo Empresarial do Concelho de Sousel e à Associação da Fileira da Carne do Alentejo (FICA), para além da construção do centro agora anunciado.
As obras do centro de apoio a microempresas estão incluídas nas Grandes Opções do Plano e Orçamento do município para este ano, no valor de 11,1 milhões de euros, destinando o autarca a maioria das verbas para as áreas da educação, ação social e atividade económica.
Armando Varela disse que "este orçamento é o possível, de acordo com as receitas que o município tem como certo receber”. Acrescentou ainda que “há possibilidade de desenvolver o trabalho com tranquilidade".
Na área da educação, o edil indicou que está prevista para Agosto, a conclusão do Centro Escolar de Sousel, num investimento de cinco milhões de euros, comparticipados em 85 por cento por fundos comunitários.
Quanto à acção social, o município está a apoiar a construção de um centro de atividades ocupacionais para pessoas com deficiência, projeto desenvolvido em parceria com a CERCI de Estremoz, Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Portalegre e Associação Recreativa e Cultural de Sousel.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

terça-feira, janeiro 21, 2014

Por representarem perigo para a circulação automóvel, PSP de Évora apreende mais sete cavalos

Através de um comunicado enviado às redacções, a Polícia de Segurança Pública (PSP) de Évora informa que apreendeu hoje, terça-feira, dia 21 de Janeiro, sete cavalos que representavam perigo para duas estradas, na periferia da cidade.

Com estas apreensões elevam-se para 12 o número total de equídeos já recolhidos desde o acidente que ocorreu no dia de Natal.
O Comando Distrital de Évora da PSP refere no comunicado que a apreensão dos animais foi efectuada durante uma operação de fiscalização conjunta com os serviços veterinários e de proteção civil do município.
Os animais hoje apreendidos “estavam num local que oferecia perigo” para duas vias rodoviárias, nomeadamente a que liga Évora a Reguengos de Monsaraz e a que une a capital de distrito a Viana do Alentejo, explicou fonte policial à agência Lusa.
A mesma fonte acrescentou que, aquando da fiscalização, “não se sabia quem era o proprietário” dos cavalos. Os animais apreendidos foram entregues à Câmara Municipal de Évora, tendo sido elaborados os respectivos autos por contra ordenação.
O acidente, que ocorreu no dia de Natal de 2013 na Estrada Nacional (EN) 114, entre Évora e Montemor-o-Novo, envolveu a colisão de dois veículos ligeiros de passageiros, após um deles ter colidido com um cavalo à solta que terá invadido a faixa de rodagem.
Na sequência do acidente, morreu um casal, de 52 e 46 anos, e uma criança de cinco anos que seguiam no veículo que embateu no cavalo, assim como uma idosa de 83 anos, que viajava no outro automóvel.
O acidente provocou ainda quatro feridos graves.

Texto: Pedro Soeiro c/ LUSA | Imagem: DR

segunda-feira, janeiro 20, 2014

Lar do Centro Social e Paroquial de Santo André viveu aniversário especial: António Batista comemorou 100 anos de vida


O simples facto de ter havido uma festa de aniversário no Lar do Centro Social e Paroquial de Santo André, no passado dia 12 de Janeiro, não é certamente motivo de notícia. Mas o facto de o aniversariante ter completado 100 anos, é motivo mais do que suficiente para se fazer uma peça de reportagem.

António Batista nasceu em Lisboa, a 12 de Janeiro de 1914. Aos 20 anos chegou a Estremoz e não mais saiu da terra que o acolheu. Filho de mãe alentejana, natural de Vila Nova da Baronia, António Batista confessou ao “Estremoz Soeiro” amar o Alentejo, ao ponto de nos dizer que “adoraria ser alentejano, mas nasci em Lisboa”.
Serralheiro de profissão, António Batista tem na poesia uma das suas grandes paixões, confidenciando-nos que “faço poemas desde os 10 anos”.
Conhecido do Centro Social por ser frequentador dos Centros de Convívio, António Batista era utente do apoio domiciliário da instituição de solidariedade social. Após uma visita da equipa do centro à sua habitação, foi levado para o Lar perto da quadra de Natal. Uma das responsáveis da instituição confidenciou ao "Estremoz Soeiro": “Não o conseguimos levar para casa na noite de Natal e cá tem ficado”. São estes gestos que dão mais significado à palavra Solidariedade.
António Batista é o primeiro utente do Lar do Centro Social e Paroquial de Santo André a completar 100 anos na instituição. Mas durante o almoço de aniversário do Sr. Batista, que ocorreu nas instalações da instituição depois de todos terem marcado presença na missa dominical na Igreja de São Francisco, havia utentes que garantiam serem os próximos a cumprirem um século de vida no Lar do Centro.
Ainda com um sopro considerável, António Batista apagou a vela do seu bolo de aniversário, que foi degustado pelos seus colegas com apreciável satisfação.

Texto e fotos: Pedro Soeiro

Futebol - Divisão de Elite - CF Estremoz regressa às vitórias num jogo em que o árbitro foi figura de destaque

Em jogo a contar para a 17ª jornada do Campeonato Distrital da Divisão de Elite da Associação de Futebol de Évora, o CF Estremoz voltou às vitórias, 13 jornadas depois, ao derrotar em casa a formação do Lavre, por 2-0, num jogo em que a equipa de arbitragem foi muito contestada pela equipa estremocense. 

Os golos encarnados foram apontados por JóJó e Tiago Jesus, ambos na segunda parte. 

A equipa forasteira desperdiçou uma grande penalidade, muito duvidosa, quando o marcador ainda assinalava 1-0.
Após este resultado, os comandados de José Carlos Mourão mantém a 11ª posição, mas agora com 11 pontos, mais perto do 10º classificado, o Calipolense, que tem 15 pontos. E na frente há novo líder. A classificação é agora liderada pelo Oriolenses, com 39 pontos, que beneficiou do empate caseiro concedido pelo anterior líder, o Atlético de Reguengos diante o Cabrela, a uma bola. O Atlético é agora segundo, com 38 pontos, seguindo-se no último lugar do podium o Sporting de Viana, com 36 pontos.

DIVISÃO DE ELITE
17ª Jornada

Calipolense 0 - Perolivense 2
Sporting de Viana 1 - Juventude de Évora 1
Portel 1 - Redondense 5
CF ESTREMOZ 2 - Lavre 0
Oriolenses 2 - Monte Trigo 0
Atlético de Reguengos 1 - Cabrela 1

CLASSIFICAÇÃO
1º Oriolenses - 39 pontos
2º Atlético de Reguengos - 38 pontos
3º Sporting de Viana - 36 pontos
4º Juventude de Évora - 33 pontos
5º Cabrela - 25 pontos
6º Redondense - 24 pontos
7º Lavre - 22 pontos
8º Monte Trigo - 19 pontos
9º Perolivense - 18 pontos
10º O Calipolense - 15 pontos
11º CF ESTREMOZ - 11 pontos
12º Portel - 7 pontos

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

domingo, janeiro 19, 2014

E a malapata continua... Bombeiros Voluntários de Estremoz perdem mais uma ambulância

A malapata continua a perseguir os Bombeiros Voluntários de Estremoz. 

Depois de em Maio do ano passado, terem perdido uma ambulância que ficou totalmente destruída na sequência de um furto, eis que na madrugada de hoje, dia 19 de Janeiro, a corporação estremocense voltou a perder uma ambulância, na sequência de um choque com uma vaca, num sinistro que ocorreu pelas 03 horas da madrugada, na Estrada Nacional 18, via que liga Estremoz a Évora, junto ao nó da A6.
O choque, para além de avultados prejuízos na ambulância dos Voluntários de Estremoz, provocou ainda um ferido ligeiro, um dos três tripulantes da unidade de socorro.
Ao quinzenário Brados do Alentejo (BA), Januário Coradinho, segundo comandante da corporação, disse que “a ambulância embateu numa vaca e ficou com a frente toda destruída e o motor ficou afectado”.
O segundo comandante adiantou ainda, e sem ter feito uma análise detalhada dos estragos, que “os prejuízos são, com toda a certeza, avultados”.
A nossa capacidade de actuação é, agora, muito menor e, em termos de socorro, está muito diminuída!”, indicou Januário Coradinho, ao jornal estremocense. Após este sinistro, os Bombeiros de Estremoz passam a contar apenas com três veículos de socorro.
Na altura em que ocorreu o choque com o animal, a “amarelinha”, como era tratada no corpo de bombeiros de Estremoz, fazia uma transferência para o Hospital do Espirito Santo de Évora, de uma idosa vítima de doença súbita.
Francisco Cabacinho, bombeiro condutor da viatura, assegurou ao BA que não teve como escapar do animal. “Estava a cruzar-me com um veículo ligeiro quando a vaca apareceu de repente e não tive hipótese de travar ou de me desviar dela”, afirmou.
Francisco Cabacinho referiu ainda, e isto segundo informação transmitida pelos militares da GNR, que o animal já tinha sido avistado por outros condutores, mas que não foi detectado pelas autoridades. “Por azar colocou-se à nossa frente”, lamentou.
O proprietário do animal já foi identificado.

Texto: Pedro Soeiro c/ Brados do Alentejo | Imagem: Jorge Manuel Pereira - Brados do Alentejo

sábado, janeiro 18, 2014

Ministério Público acusou homem que ofendeu Presidente Cavaco Silva em Elvas

A notícia é avançada pelo semanário SOL, na sua edição de ontem, 17 de Janeiro. O Ministério Público (MP) quer levar a julgamento o cidadão que foi detido no dia 9 de Junho do ano passado, em Elvas, por difamar o Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.

Carlos Costal foi acusado de um crime de ofensa à honra do Presidente da República (PR). O arguido, segundo o despacho de acusação, a que o semanário teve acesso, naquela tarde, dirigiu-se a Cavaco Silva - que se encontrava em Elvas no âmbito das comemorações do dia 10 de Junho - e, «apontando-lhe a mão direita, proferiu em voz alta as seguintes palavras: 'és um chulo, gatuno, ladrão'», tendo acrescentado depois: «'Vai trabalhar, malandro'».
O arguido tinha ido visitar uma exposição militar patente em Elvas, na companhia da família, de acordo com o despacho, com data de 29 de Novembro passado. Tendo proferido as referidas expressões a cerca de três metros do PR, «num tom de voz elevado, por forma a que um número indeterminado de pessoas que ali se encontravam as conseguissem ouvir» - escreveu Carlos Ferreira, o procurador da República do círculo de Portalegre. O magistrado qualifica as palavras e a atitude do arguido, de 26 anos, como «ofensivas da honra e consideração devidas a qualquer pessoa e também ao PR, que representa todos os portugueses e a quem todos os portugueses devem respeito e consideração, não só na sua pessoa, mas também enquanto titular de órgão de soberania».
O arguido diz-se injustiçado: «Quem me pode acusar de ter ofendido o Presidente quando eu nunca proferi nenhum nome? Dirigi-me a uma comitiva política. Em circunstância alguma proferi o nome do Presidente».
Outro entendimento tem o MP, que arrolou como testemunhas de acusação um oficial, um chefe e dois agentes da PSP.
Costal enviou uma carta a Belém, em Outubro, explicando o contexto do protesto e apelando a Cavaco Silva para que desista do procedimento criminal. Até hoje não obteve qualquer resposta. Por considerar as declarações do arguido «ofensivas» da sua «honra e dignidade pessoais», «quer pelo seu significado corrente, quer pelas circunstâncias em que foram proferidas», e ao que o SOL apurou, o PR já tinha declarado, numa carta enviada ao MP em Setembro, que pretendia que o procedimento criminal se mantivesse.
«Sinto-me bastante frustrado por ver que o MP não teve a mesma coragem que noutros processos, do mesmo contexto, com injúrias gravosas e de carácter não político, e que foram arquivados. Será porque não sou advogado nem jornalista? Ou por não ser filho de uma escritora que vai para o Panteão Nacional?» questiona Carlos Costal, referindo-se ao jornalista Miguel Sousa Tavares, que viu arquivado o inquérito em que era visado por causa de uma entrevista ao Jornal de Negócios, a 24 de Maio, em que disse: «'Beppe Grillo?' Nós já temos um palhaço. Chama-se Cavaco Silva». A magistrada do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa arquivou o inquérito, argumentando que a expressão não teve «relevância penal»: «O Direito não pode intervir sempre que a linguagem incomoda ou fere susceptibilidades».

Carlos Costal já tinha sido julgado em processo sumário e condenado a pagar uma multa de 1.300 euros, mas dias depois o MP anulou a sentença por causa de uma irregularidade e instaurou um novo inquérito. Vários cidadãos solidarizaram-se com a causa e, em poucos dias, três grupos dinamizaram nas redes sociais uma angariação de fundos (880 euros) para ajudar a pagar a multa.

O advogado do arguido adiantou ao SOL que pediu a abertura de instrução, mas o juiz ainda não se pronunciou.

Texto: Pedro Soeiro c/ Sónia Graça (SOL) | Imagem: DR

sexta-feira, janeiro 17, 2014

"Campo e Praça" acabou... Empresa que organizou Corrida de Reinauguração da Praça de Touros de Estremoz já não existe

Com a mesma rapidez com que apareceu no panorama taurino nacional, desapareceu: a “Campo e Praça” já não existe.

Há muito que se falava no meio taurino sobre o fim da empresa “Campo e Praça”, de Albino Caçoete e António Manuel Barata Gomes, empresa responsável pela Corrida de Reinauguração da Praça de Touros de Estremoz. A “crónica de uma morte anunciada” surgiu hoje mesmo no “Farpas Blogue”.
A notícia que está na ordem do dia nos meandros taurinos mereceu um amplo destaque no blogue de Miguel Alvarenga. O blogue começa por referir que “o fim da era das exclusivas, foi o fim da empresa Campo e Praça”, empresa que se deu a conhecer em Janeiro de 2013. Miguel Alvarenga salienta que apesar “de este ser um caso que, jornalisticamente, tem importância e merece todo o interesse”, quem tem reinado tem sido o silêncio, que “continua a ser de ouro, e o respeito de quem escreve por António Manuel Barata Gomes tem justificado, ao que se constata, a ausência de referências nos sites da especialidade”. Bastante crítico sobre o modo de actuar da dupla Caçoete/Gomes nesta fase da curta vida da empresa, Alvarenga refere que “o que ontem era super importante (apareceu a "Campo e Praça"), hoje é pura e simplesmente ignorado (desapareceu a "Campo e Praça")...
No Farpas Blogue é referido que “a Campo e Praça desapareceu tal como tinha aparecido: em silêncio e sem explicar nada a ninguém”.
Os toureiros também são abordados neste artigo do blogue taurino com mais visualizações na internet: “Aos toureiros que estiveram ligados à "Campo e Praça", fica agora pela frente um caminho meio duro. O que ganharam em dinheiro, acabaram por perder em prestígio, toureando, na maior parte das vezes, em praças esvaziadas do interesse popular”.
Para Miguel Alvarenga, e “feitas as contas”, à empresa "Campo e Praça" o que faltou, principalmente, “foi diálogo. E estratégia. Entrou e saiu em surdina, sem explicar ao que vinha e sem justificar por que se foi. Deu azo a mal entendidos e agora, dará azo a más interpretações. Barata Gomes e Caçoete continuam em silêncio. Sem ter ainda percebido que o marketing, para o bem e para o mal, é cada vez mais necessário...

A gestão da Praça de Touros de Estremoz também marcou presença no artigo do Farpas Blogue. “Falta agora saber quem vai dar as corridas em Estremoz, e se a Câmara vai dar, por fim, uma oportunidade à Tertúlia Tauromáquica local”.

As águas do meio taurino local, que até estavam mais ou menos tranquilas, vão voltar a agitar-se. Algumas dúvidas agora se colocam: “Quem vai gerir a Praça?”, “Será que haverá Corrida de Touros em Estremoz durante a FIAPE?”, “Terá a autarquia local tido conhecimento antecipado do fim da “Campo e Praça”?”. As respostas vão certamente surgir em breve.
A “Campo e Praça” organizou em Estremoz, a Corrida de Reinauguração da centenária Praça de Touros estremocense, a 30 de Agosto de 2013. No acordo celebrado entre a empresa e a Câmara Municipal de Estremoz estavam previstas mais duas corridas. Agendada, por duas vezes, a 27 de Setembro e posteriormente a 26 de Outubro, esteve a Corrida do Vinho, que por questões climatéricas nunca se chegou a realizar.

Texto: Pedro Soeiro c/ Farpas Blogue | Imagem: DR

Câmara Municipal de Estremoz reage a petição pública que defende a melhoria de condições no Canil Municipal

Através de um comunicado publicado na sua página na internet, a Câmara Municipal de Estremoz reagiu hoje, sexta-feira, à petição pública “Pela melhoria das condições do Canil Municipal de Estremoz”, petição criada pelo grupo “Animais: juntos para lhe dar voz”, e que tem como principal objectivo, segundo os responsáveis pelo movimento, “chamar a atenção dos autarcas para as actuais condições do canil municipal e também melhorar as suas condições de funcionamento”.

Os comentários publicados nas redes sociais, bem como os grupos criados na rede social “Facebook” sobre esta matéria, também merecem resposta neste comunicado assinado pelo Presidente da autarquia estremocense Luís Filipe Mourinha.
O comunicado começa por afirmar que “a Câmara Municipal de Estremoz reconhece que as condições de conforto do Canil Municipal não são as que a autarquia desejaria garantir aos animais”. No entanto, e “no que diz respeito àquilo que é referido acerca das inadequadas condições de alimentação e higiene referidas nos comentários e na petição, o mesmo não corresponde à verdade, na medida em que o Canil é limpo diariamente e é fornecida alimentação diária aos animais, inclusive nos fins de semana”.
Devido ao facto de “reconhecer que as condições de conforto do Canil Municipal não são as ideais”, o Município de Estremoz refere que “tem vindo a desenvolver esforços no sentido de construir um novo Canil Municipal que reúna todas as condições necessárias à permanência dos animais que são abandonados na via pública ou que, por quaisquer outras razões, venham a necessitar de utilizar este espaço”.
Pode ler-se no comunicado que “o desenvolvimento de tais trâmites é do conhecimento de algumas das pessoas que deram início a este "Grupo" nas redes sociais online, razão pela qual estranhamos agora que esta questão seja levantada”.
A autarquia afirma mesmo que “sempre houve intenção de construir um novo Canil Municipal, razão pela qual esta obra integra o programa eleitoral da maioria que governa a Câmara Municipal de Estremoz”.

Praticamente no final da missiva é mencionado pela autarquia alguma estranheza pelo facto de “só agora, após ser do conhecimento geral que esta Câmara Municipal pretende construir um novo Canil, surja este súbito interesse pela melhoria das condições de conforto e dos direitos dos animais, querendo dar a entender à opinião geral que nada está a ser feito para alterar a situação ou que apenas é feito na sequência da pressão suscitada em torno do assunto”.

O comunicado conclui-se informando que “que todos os animais que estão alojados no Canil Municipal de Estremoz poderão ser objeto de adoção, bastando para tal os interessados dirigirem-se à Autoridade Sanitária Veterinária desta Câmara Municipal e manifestar tal intenção”.
Até ao dia de hoje tinham assinado esta petição, que pode ser subscrita aqui, 997 pessoas.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR

Veículos clássicos e antigos vão invadir Estremoz no primeiro fim-de-semana de Fevereiro

O Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições Eng. André de Brito Tavares, na cidade de Estremoz, recebe nos próximos dias 1 e 2 de Fevereiro, a iniciativa ExpoClássicos 2014, o 1º Salão de Veículos Clássicos e Antigos de Estremoz.

O ExpoClássicos 2014 tem organização da AVCE – Associação de Veículos Clássicos de Estremoz, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, da União das Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André), do RC3 – Regimento de Cavalaria nº 3, dos Bombeiros Voluntários de Estremoz, dos órgãos de comunicação social Brados do Alentejo e Rádio Despertar, e do Recolhimento de Nossa Senhora dos Mártires.


Texto: Pedro Soeiro | Cartaz: DR

Madrugadas agitadas no Alentejo... Sismos sentidos em Redondo e Reguengos de Monsaraz

Na madrugada desta sexta-feira, dia 17 de Janeiro, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) registou um sismo de baixa intensidade, no concelho de Redondo.

Com uma magnitude de 1.8 na escala de Richter, e com epicentro localizado seis quilómetros a Norte-Noroeste da vila alentejana de Redondo, o abalo foi registado um minuto depois da uma da manhã.
De acordo com o IPMA, este sismo não causou quaisquer danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima II (escala de Mercalli modificada) na região.
Também sem causar quaisquer danos, quer pessoais ou materiais, foi registado pelo IPMA, na madrugada de quinta-feira, 16 de Janeiro, pelas 05.34 horas, um sismo de magnitude 2.0 na escala de Richter, com epicentro a Norte-Noroeste de Reguengos de Monsaraz. Este sismo foi sentido na região com intensidade máxima II/III, na escala de Mercalli modificada.

Texto: Pedro Soeiro c/ Elvas.com.pt | Imagem: DR

quinta-feira, janeiro 16, 2014

Funcionários da Câmara Municipal de Estremoz regressam às 35 horas de trabalho

A partir da próxima segunda-feira, dia 20 de Janeiro, todos os funcionários da Câmara Municipal de Estremoz voltam a cumprir 35 horas de trabalho semanais.

Esta alteração surge depois do despacho assinado hoje, quinta-feira, por Luís Filipe Mourinha, presidente da edilidade estremocense, que determina “que a partir do próximo dia 20 de Janeiro de 2014 o horário de trabalho dos funcionários da Câmara Municipal de Estremoz será de 35 horas semanais, 7 horas diárias, nos mesmos termos em que vinham sendo cumpridas até à data do despacho agora revogado”. O despacho assinado pelo edil surge “em cumprimento do determinado pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja, conforme sentença proferida no âmbito do processo nº 385/13.9 BEBJA, datado de 14 de Janeiro de 2014”.
O mesmo documento informa ainda que “nesta data foi iniciado o processo previsto no nº 2 do artigo 135º da Lei nº 59/2008, de 11 de Setembro (consulta aos trabalhadores e estruturas sindicais), tendo em vista a aplicação da Lei nº 68/2013, de 29 de Agosto, que estabelece o horário de trabalho de 40 horas semanais, 8 diárias”.

O Tribunal Constitucional (TC) decidiu não declarar a inconstitucionalidade das normas do aumento do horário de trabalho na Função Pública das 35 para as 40 horas semanais.

No entanto, o acórdão do TC deixou em aberto a possibilidade de as câmaras decidirem, cada uma por si, manter os horários de 35 horas, através de negociação de acordos colectivos de trabalho com os sindicatos.

Texto: Pedro Soeiro | Imagem: DR